HIDROMEL, UM LEGADO DA ANTIGUIDADE

A fermentação do mel em água gera o hidromel, que ainda pode receber uma variedade de sabores com a adição de frutas ou especiarias.

Considerada uma das bebidas mais antigas do mundo, o hidromel tem registro de consumo datado de 10 mil anos atrás, quando o homem ainda era nômade e ao recolher o mel, acabava misturando-o à água que carregava. Aos poucos, a bebida começava a fermentar com as leveduras selvagens, transformando o açúcar em álcool. Foi a escolha mais comum dos povos antigos, criando um verdadeiro culto á bebida, desde a Grécia e a Roma antigas, passando por chineses e vikings, a quem o hidromel é mais vinculado. Porém quando o vinho e a cerveja se popularizaram, houve um declínio no seu consumo, um dos principais motivos foi o elevado preço do mel.

 

O Hidromel possui um processo de fabricação semelhante ao vinho, sendo algumas vezes chamado incorretamente de “vinho de mel”, pois vinho é feito da uva (vinha) e o hidromel é feito de mel, ou seja, um fermentado de mel. Seu teor alcoólico varia normalmente dentre 6% e 16% vol. e na gastronomia combina com aves, peixes, comidas apimentadas e carnes vermelhas ou exóticas, como o javali.

Além do hidromel tradicional, existem diferentes variações da bebida, contendo uma enorme variedade de sabores advindo das adições de frutas e/ou especiarias. São pelo menos 10 classificações, que vão desde o melomel, que leva adição de frutas, ao capisumel, produzido com infusão de pimentas. Pode ser doce ou seco, gaseificado ou não e ainda passar por processo de clarificação, onde a bebida adquire o aspecto límpido.

 

Na última década,  sua popularidade vem crecendo ao redor do mundo. E o desenvolvimento desse mercado já é visível tanto na Europa quanto nos Estados Unidos. Atualmente, são feitas diversas menções ao hidromel em obras literárias e filmes da cultura pop como em Harry Potter, Senhor dos Anéis, Game Of Thrones, além de games como na série de RPG The Elder Scrolls, colaborando para a difusão da bebida. Outro fato curioso está na expressão atribuída aos recém-casados, “lua de mel”, que surgiu na Irlanda, onde a tradição dizia que o casal deveria consumir esta bebida durante o primeiro ciclo lunar (ou mês) após o casamento.